Novo pressiona e Zema desiste do evento de 8 de janeiro com Lula

Após reclamação de correligionários, governador desiste de participação em ato público
Novo pressiona e Zema desiste do evento de 8 de janeiro com Lula
Governador Romeu Zema / Foto: Reprodução

Tudo mudou na agenda do governador Romeu Zema nesta segunda-feira (8), e ele desistiu de participar do evento Democracia Inabalada, organizado pelo governo Lula, para registrar o aniversário de 1 ano dos atos violentos na Praça dos Três Poderes em 2023.

Mais cedo, interlocutores do governo haviam convencido o governador a participar de “forma institucional, representando o Estado, e não como um ato político”. Mas a decisão caiu como bomba no diretório mineiro Novo.

Durante toda a manhã, telefonemas e mensagens de lideranças do partido, a membros do governo e a pessoas próximas de Zema, buscaram desmobilizar o governador. Na interpretação dos correligionários, a presença resultaria em perda de apoio da direita e abalaria a relação do governo com parlamentares e movimentos ligados ao ex-presidente Jair Bolsonaro.

“Não adianta o governador ficar se baseando em pesquisa e jogar fora todo o apoio de quem sempre esteve com ele”, disse em anonimato um membro do Novo.

Foi quase! Mas aos 49 do segundo tempo (com auxílio do VAR), pouco depois do almoço, Romeu Zema decidiu não comparecer, o que foi considerada uma vitória do partido.

Leia também:

STF vira palco de nova batalha judicial sobre ações de prefeituras contra mineradoras no exterior

A queda de braço entre o PT e o PRD pelo apoio do Republicanos em Contagem

Pontapé inicial do novo PTB em Minas tem Saraiva Felipe, Apolo Heringer e ex-deputados

Veja os Stories em @OFatorOficial. Acesse