As apostas de Alexandre Silveira para a viagem de Lula a Minas Gerais

Governo federal vai anunciar ações ligadas à transição energética em Contagem, nesta quinta (27), e em BH, na sexta (28)
Foto mostra o ministro Alexandre Silveira ao lado de Lula
Alexandre Silveira é o principal interlocutor do presidente Lula em Minas Gerais. Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Principal interlocutor do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) em Minas Gerais, o ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira (PSD), prepara anúncios da pasta para as agendas da comitiva do Palácio do Planalto no estado. 

Em Contagem, nesta quinta-feira (27), Silveira e Lula vão assinar o decreto do “Luz para Todos no Minha Casa, Minha Vida”. A ideia, pensada em parceria com o Ministério das Cidades, é instalar, nas unidades habitacionais do programa de moradia, placas para a geração de energia fotovoltaica. Quarenta municípios mineiros serão abrangidos pela política pública.

Para a sexta-feira (28), em Belo Horizonte, Silveira alinha a apresentação de um planejamento do governo federal em prol da transição rumo às energias de fontes renováveis.

O plano é aproveitar o evento com Lula, marcado para o Minascentro, para detalhar os investimentos da União em projetos ligados a áreas como biocombustível, mineração sustentável e gás. Serão mostradas iniciativas que já entraram em operação ou que serão implementadas em Minas nos próximos anos.

Três mil placas fotovoltaicas em BH

Minas Gerais será o primeiro estado a receber investimentos do “Luz para Todos no Minha Casa Minha Vida”. Segundo o planejamento do Ministério de Minas e Energia obtido por O Fator, o objetivo é instalar placas de energia fotovoltaica para sustentar 3.060 habitações populares de Belo Horizonte. 

Nesse modelo, os aparelhos eletrônicos instalados na residência são movidos pela energia obtida a partir da conversão da luz do sol em eletricidade. A expectativa é que, a reboque da mudança, haja redução das contas de luz

Em Uberlândia, no Triângulo, a previsão é de atingir 1.364 casas com a energia fotovoltaica. Contagem, cidade-sede da assinatura do decreto, terá 928 moradias abrangidas pelo programa.

Ao todo, 16 mil unidades do “Minha Casa, Minha Vida” vão estar ligadas ao sistema fotovoltaico. A lista de cidades contempladas tem, por exemplo, Juiz de Fora (Zona da Mata), Montes Claros (Norte), Uberaba (Triângulo), Ribeirão das Neves (Grande BH), Divinópolis (Centro-Oeste) e Governador Valadares (Vale do Rio Doce).

Nos cálculos do governo federal, a instalação de cada placa terá o custo de R$ 8 mil. O orçamento total do projeto tem R$ 4 bilhões, a serem aplicados até 2027. O governo calcula ser possível afixar os receptores fotovoltaicos em 500 mil casas por todo o país.

Leia também:

Psol aciona Justiça por suspensão da lei que criou ‘censo do aborto’ em BH

MP denuncia famílias que adotaram homeschooling em cidade mineira

Justiça vê irregularidade em nomeação no interior de Minas e cita deputado em sentença

Acompanhe O Fator no Instagram

Veja os Stories em @OFatorOficial. Acesse