PLs que autorizam R$ 2 bilhões em empréstimos para a PBH avançam

Presidente da Câmara detalhou próximos passos
Comissão considerou os projetos constitucionais. Foto: Abraão Bruck/CMBH.

Os quatro Projetos de Lei (PLs) que autorizam a Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) a contratar empréstimos de R$ 2 bilhões avançaram na Câmara Municipal de Belo Horizonte (CMBH) nesta semana. Os PLs receberam parecer pela constitucionalidade e legalidade na Comissão de Legislação e Justiça.

Os recursos têm o objetivo de garantir a aquisição de 100 ônibus elétricos, a construção ou aquisição de mais de 1.300 unidades habitacionais, ações de urbanização e obras para melhorar o transporte, entre outros. Com o parecer favorável em 1º turno, os projetos devem ser anunciados para votação no plenário em breve.

Projetos

O PL 914/2024 autoriza a contratação um empréstimo de até R$ 317,1 milhões junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para adquirir 100 ônibus elétricos. Além disso, também estabelece a possibilidade da contratação de um empréstimo da Caixa de até R$ 151,5 milhões para a implantação de um parque linear no Setor Boa Vista, na Vila Cabana Pai Tomás.

Outro empréstimo, assegurado pelo PL 901/2024, deve ser realizado na Caixa com o valor limite de R$ 1,1 bilhão. O valor deve ser aplicado na construção de mais de 1.300 unidades habitacionais, além de outras obras. O PL 900/2024 autoriza o Executivo a celebrar, também com o BNDES, operações de crédito até o limite de R$ 110 milhões, a serem aplicados no programa Cidade de Inteligente (PBHCI).

Por fim, o PL 903/2024 autoriza a contratar até 50 milhões de euros com a Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD) para a implantação de um programa e mobilidade e desenvolvimento urbano.

Próximos passos

A assessoria do presidente da CMBH, Gabriel Azevedo (MDB), informou que ainda não há previsão para os projetos serem pautados.

“O projeto precisa ser aprovado nas comissões e depois ser pautado nas votações plenárias do mês, durante a reunião do colégio de líderes”, explicou.

Leia também:

Psol aciona Justiça por suspensão da lei que criou ‘censo do aborto’ em BH

MP denuncia famílias que adotaram homeschooling em cidade mineira

Justiça vê irregularidade em nomeação no interior de Minas e cita deputado em sentença

Acompanhe O Fator no Instagram

Veja os Stories em @OFatorOficial. Acesse