Vereador de BH abriu mão de ser deputado estadual por quatro meses

Célio Frois seria o herdeiro natural da cadeira deixada por Noraldino Jr
Célio Frois preferiu manter mandato na Câmara e preparar sua campanha à reeleição. Foto: Divulgação/CMBH
Célio Frois preferiu manter mandato na Câmara e preparar sua campanha à reeleição. Foto: Divulgação/CMBH

O herdeiro natural da cadeira de deputado estadual na vaga de Noraldino Jr (PSB), que pediu licença do mandato nesta quarta (29) por motivos médicos, seria o vereador Célio Frois (PV), da Câmara de Belo Horizonte. Primeiro suplente na eleição de 2022 pelo PSC, partido em que Noraldino se candidatou, Célio deixou a legenda durante o processo de fusão entre o PSC e o Podemos, o que, pela legislação, possibilitaria que ele assumisse o cargo durante os quatro meses em que Noraldino ficará fora. Só que ele não quis.

Em contato com O Fator, o vereador afirmou que abriu mão do mandato de deputado estadual por conta do curto período em que ficaria na Assembleia. “Estamos no curso de uma eleição municipal. Preferi manter meu mandato na Câmara”, contou Célio Frois.

Com a recusa, quem tomará posse como deputado será o médico Jorge Ali. Natural de Itambacuri, no Vale do Rio Doce, Ali deve ser empossado na próxima segunda-feira (3). A propósito, a ideia do novo parlamentar é integrar a base do governo Zema na Casa.

Leia também:

STF vira palco de nova batalha judicial sobre ações de prefeituras contra mineradoras no exterior

A queda de braço entre o PT e o PRD pelo apoio do Republicanos em Contagem

Pontapé inicial do novo PTB em Minas tem Saraiva Felipe, Apolo Heringer e ex-deputados

Veja os Stories em @OFatorOficial. Acesse