Codemge pode perder Thiago Toscano para Itaminas

Não é de hoje que o jovem executivo é cortejado por pesos-pesados da economia nacional
Presidente da Codemge, Thiago Toscano deverá seguir para a iniciativa privada
Presidente da Codemge, Thiago Toscano deverá seguir para a iniciativa privada (Foto: Divulgação)

Praticamente já não se trata mais de se, mas quando o presidente da Companhia de Desenvolvimento de Minas Gerais (Codemge), Thiago Toscano, deixará o comando da estatal para possivelmente assumir a gigante Itaminas, empresa de extração e processamento de minério de ferro, fundada no final dos anos 1950 em Sarzedo (MG).

Dentro do governo mineiro dá-se como praticamente certa a saída, e nomes de substitutos começam a ser estudados pela cúpula de Zema. Dentre os favoritos, o atual Diretor de Gestão de Ativos e Mercado, Sérgio Lopes Cabral, Bacharel em Ciências Econômicas e pós-graduado em Gestão de Controle Empresarial, além de MBA’s em Finanças e Executivo.

Com larga experiência profissional em empresas públicas e privadas de grande porte, Sérgio conta com amplo apoio dentro da própria companhia, já que reconhecidamente capaz, bem como próximo da direção atual. Em seu favor pesam, também, o temperamento cordial e agregador, além de invejável qualificação técnica.

Toscano é tido como uma espécie de garoto prodígio, dentro e fora do governo. Recentemente, esteve próximo de assumir a secretaria de Fazenda de Minas Gerais. Além disso, foi formalmente convidado por políticos influentes e empresários de peso, para se filiar a um partido e concorrer à Prefeitura de Belo Horizonte em outubro que vem.

Não é de hoje que o jovem executivo é cortejado por pesos-pesados da economia nacional. Com belos trabalhos de gestão pública nas prefeituras de Belo Horizonte e São Paulo, a vocação para servidor público, porém, sempre falou mais alto e Toscano nunca se importou em trocar salários de seis dígitos pela remuneração “modesta” dos governos.

O trabalho que desenvolveu na Codemge não só é visível pelos números extremamente positivos, como respeitado pelo porte e qualidade das realizações. Não à toa, portanto, a proposta aparentemente irrecusável (financeira e profissional) da Itaminas, que encontra um Thiago ainda impactado pelo nascimento do terceiro filho, Miguel, no último dia 4 de abril.

A Itaminas é uma das maiores mineradoras do País, tendo sido recentemente adquirida por três grandes e respeitados empresários locais: Argeu Géo (e Família), Rodrigo Gontijo e Daniel Vorcaro (Banco Master, Atlético Mineiro SAF e BeFly, entre outros negócios). O momento não poderia ser mais oportuno, portanto, para a empresa e Toscano.

Leia também:

STF vira palco de nova batalha judicial sobre ações de prefeituras contra mineradoras no exterior

A queda de braço entre o PT e o PRD pelo apoio do Republicanos em Contagem

Pontapé inicial do novo PTB em Minas tem Saraiva Felipe, Apolo Heringer e ex-deputados

Veja os Stories em @OFatorOficial. Acesse