ALMG aprova criação da política estadual de incentivo a cidades inteligentes

Projeto é de autoria da deputada Alê Portela, que vai deixar a Casa para assumir uma pasta no Executivo
Deputada propôs o texto e conseguiu sua aprovação na sua reta final como deputada. Foto: Divulgação/ALMG
Deputada propôs o texto e conseguiu sua aprovação na sua reta final como deputada. Foto: Divulgação/ALMG

Faltando pouco para assumir a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social, a deputada estadual Alê Portela (PL) conseguiu a aprovação, em definitivo, de um projeto de lei de sua autoria, que cria a política estadual de incentivo a cidades inteligentes – o Minas Inteligente. A votação em segundo turno do Projeto de Lei 416/23 aconteceu nesta terça-feira (28) e agora vai à sanção do governador Romeu Zema (Novo).

Essa é a primeira legislação estadual que trata de cidades inteligentes, também conhecidas como Smart Cities. O Minas Inteligente estimulará nos municípios a criação de normas e infraestruturas, tendo por base um conjunto de 30 diretrizes, que orientam o desenvolvimento das cidades para que sejam mais funcionais para todos os cidadãos, conciliando o desenvolvimento econômico, a preservação ambiental e a promoção da qualidade de vida das pessoas.

O Minas Inteligente também organiza 20 objetivos a serem alcançados, em itens como transparência governamental, inovação tecnológica, entre outros.

Leia também:

Fávaro vai à Câmara explicar fiasco no leilão de arroz

Cassinos voltam à mesa da CCJ do Senado

Justiça suspende atividades de mineradora na Serra do Curral em Belo Horizonte

Veja os Stories em @OFatorOficial. Acesse