Mateus Simões finalmente ganha espaço na gestão de estatais

Conselhos e diretorias passaram a responder diretamente ao vice-governador
Vice-governador amplia poder sobre as estatais mineiras
Vice-governador amplia poder sobre as estatais mineiras / Foto: Divulgação

Após não conseguir emplacar quase nenhuma mudança que defendia na Reforma Administrativa, onde buscava delegar mais competências para a Vice-Governadoria, Mateus Simões experimenta, agora, uma nova fase na gestão Zema, principalmente junto às estatais mineiras.

O FATOR apurou que todas as diretorias e os conselhos das empresas do Estado, como Cemig e Copasa, atualmente relatam e respondem a Simões. Antes, esse contato era feito exclusivamente com o Secretário de Desenvolvimento Econômico, Fernando Passalio, e com o ex-conselheiro Salim Mattar. Porém, com a saída de Salim do governo, Mateus ocupou o vácuo no “atendimento” às empresas.

A propósito, a saída de Salim do governo mineiro teve relação direta com a gestão das empresas: o empresário era contrário a entregar cargos aos aliados políticos, e a indicação do ex-secretário Igor Eto para o BDMG teria sido, segundo interlocutores, a “gota d’água”.

Leia também:

A difícil articulação para Álvaro Damião ser o vice de Fuad

Futebol e Política, juntos, podem fazer um mundo melhor

Quero um amor; um amor maior que eu

Veja os Stories em @OFatorOficial. Acesse