Conversas sobre união de Gabriel Azevedo e Paulo Brant na eleição de BH ganham força

Interlocutores de MDB e PSB admitem a possibilidade de aliança; pré-candidatos se encontraram nesta semana
Gabriel Azevedo e Paulo Brant
Gabriel Azevedo e Paulo Brant lançaram pré-candidaturas à PBH, mas se uniram recentemente (Abraão Bruck/CMBH e Luiz Santana/ALMG)

Lideranças do MDB e do PSB têm debatido a possibilidade de uma união das pré-candidaturas de Gabriel Azevedo e Paulo Brant à Prefeitura de Belo Horizonte (PBH). Gabriel e Brant foram, inclusive, vistos almoçando juntos em um restaurante da Região Centro-Sul de BH.

Pelo que apurou O Fator, as conversas por uma aliança PSB-MDB têm avançado. A ideia é que Gabriel, hoje presidente da Câmara Municipal, dispute a PBH tendo Brant, ex-vice-governador de Minas Gerais, como vice.

Para que o acordo saia do papel, ainda é preciso que haja o aval das direções nacionais dos partidos.

A possibilidade de uma união entre MDB e PSB vem sendo aventada nos bastidores desde a janela partidária, em março. Gabriel Azevedo chegou a ajudar os socialistas a montar a chapa de pré-candidatos a vereador. Um dos aliados dele na Câmara de BH, o parlamentar Gilson Guimarães, se filiou ao PSB.

Juntos, MDB e PSB formam o maior bloco da Câmara Municipal. A coalizão tem cinco vereadores emedebistas, mais Gilson Guimarães.

Leia também:

STF vira palco de nova batalha judicial sobre ações de prefeituras contra mineradoras no exterior

A queda de braço entre o PT e o PRD pelo apoio do Republicanos em Contagem

Pontapé inicial do novo PTB em Minas tem Saraiva Felipe, Apolo Heringer e ex-deputados

Veja os Stories em @OFatorOficial. Acesse