CSN Mineração anuncia a descaracterização e descadastramento de mais uma de suas barragens

As medidas são determinadas pela Lei Mar de Lama Nunca Mais
Barragem Auxiliar do Vigia, da CSN, que fica no Complexo do Pires, em Ouro Preto, na Região Central de Minas Gerais
CSN tem apenas uma barragem a montante e que já passa por obras de descaracterização. (Foto: MPMG/Divulgação)

A CSN Mineração concluiu o processo de descaracterização e descadastramento da Barragem do Vigia, localizada no Complexo do Pires, em Ouro Preto, na Região Central de Minas Gerais, com o aval da Fundação Estadual do Meio Ambiente (Feam).

As obras foram concluídas em 2023 e a estrutura de contenção e armazenamento de rejeitos no local foi retirada. O processo foi finalizado com uma vistoria que confirmou que a barragem está descaracterizada.

A empresa já tinha finalizado processos semelhantes em outras duas estruturas: as barragens B5 e Auxiliar do Vigia. Estão em andamento obras na única barragem a montante da mineradora. As intervenções se encerram em 2028.

O fim dessas estruturas está determinado na Lei 23.291/2019, chamada de Mar de Lama Nunca Mais.

Barragem de Casa de Pedra

Uma análise do corpo técnico da Fundação Estadual de Meio Ambiente (Feam) considerou que a Barragem Casa de Pedra atende às normas e legislações vigentes. Na vistoria, realizada no início desta semana em cumprimento às diretrizes do Programa de Gestão de Barragens do órgão, é avaliada a gestão de segurança da barragem, com foco no desenvolvimento das ações a cargo do empreendedor.

Leia também:

STF vira palco de nova batalha judicial sobre ações de prefeituras contra mineradoras no exterior

A queda de braço entre o PT e o PRD pelo apoio do Republicanos em Contagem

Pontapé inicial do novo PTB em Minas tem Saraiva Felipe, Apolo Heringer e ex-deputados

Veja os Stories em @OFatorOficial. Acesse