Deputado mineiro pede que Câmara repudie decisão do TPI que ‘equiparou’ Israel e Hamas

Parlamentar acredita que deliberação compromete a imparcialidade do órgão
Moção será lida na próxima segunda-feira. Foto: Divulgação.

O deputado federal Gilberto Abramo (Republicanos) pediu nesta sexta-feira (24) que a Câmara dos Deputados repudie a decisão do Procurador do Tribunal Penal Internacional (TPI), Karim Khan, que solicitou mandados de prisão contra líderes israelenses e do Hamas por supostos crimes de guerra.

Abramo apresentou uma moção de repúdio e disse que as instituições não podem ser equiparadas: “a decisão ignora a complexidade do conflito israelense e compromete a imparcialidade do TPI, prejudicando esforços genuínos de alcançar a paz na região”, disse.

O deputado afirmou que Israel tem direito de defender seus cidadãos. Ele também pediu apoio de colegas parlamentares para aprovar a moção na próxima segunda-feira.

Entenda

A decisão gerou opiniões diversas. Críticos argumentam que a medida é um ato politizado que prejudica os esfoços de paz na região. Outros alegam que o TPI acertou e que a punição pode ser um passo importante na busca por justiça.

Leia também:

Ex-deputado Narcio Rodrigues vira réu por suposto desvio em convênio em MG

A viagem de José Dirceu a Belo Horizonte

MPF vai investigar invasões e ameaças contra indígenas Pataxó em MG

Veja os Stories em @OFatorOficial. Acesse