Deputado quer acesso a contratos de manutenção de elevadores da Cidade Administrativa

Pedido de Professor Cleiton (PV) foi feito a reboque da paralisação de 54 elevadores do complexo
Foto mostra elevadores de prédio da Cidade Administrativa
Estatal responsável pela obra projeta conclusão dos reparos em dezembro. Foto: Seplag/Divulgação

O deputado estadual Professor Cleiton (PV) quer que a Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) receba, do governo do estado, cópias de todos os contratos de manutenção dos elevadores da Cidade Administrativa firmados entre 2012 e este ano. A solicitação do parlamentar, recebida pela Comissão de Administração Pública (APU) da Casa na quarta-feira (19), ainda precisa ser votada pelo comitê.

O pedido de Cleiton, endereçado à Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag), está relacionado à falha estrutural que interrompeu o funcionamento dos elevadores. Cinquenta e quatro equipamentos estão paralisados nos prédios Minas e Gerais, que compõem o complexo que abriga a administração estadual.

Os elevadores foram interditados em maio deste ano. Na segunda-feira (24), a ordem de serviços para o início dos reparos deve ser assinada. A Companhia de Desenvolvimento de Minas Gerais (Codemge), escolhida para tocar a obra, projeta para dezembro a conclusão dos trabalhos.

Mudança de rota

Como já mostrou O Fator, inicialmente, pensou-se em fazer com que a Codemge assumisse, por meio de uma minuta, a responsabilidade pelo “vício de obra” nos problemas estruturais que causaram a interrupção do funcionamento dos elevadores.

A recusa da proposta por parte de técnicos da empresa aconteceu por falta de documentos e laudos que comprovassem a hipótese.

Depois disso, a Codemge assumiu os custos e a coordenação das obras.

A Seplag foi procurada, por e-mail, para informar o que pretende fazer em caso de pedido formal da ALMG para acesso aos contratos. Ainda não houve resposta.

Leia também:

Psol aciona Justiça por suspensão da lei que criou ‘censo do aborto’ em BH

MP denuncia famílias que adotaram homeschooling em cidade mineira

Justiça vê irregularidade em nomeação no interior de Minas e cita deputado em sentença

Acompanhe O Fator no Instagram

Veja os Stories em @OFatorOficial. Acesse