Dnit admite que BR mineira é um desastre e precisa ser reconstruída 

A afirmação foi feita pelo superintendente do, Antônio Gabriel Santos, em audiência pública na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG)
Audiência pública na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) discutiu a situação precária da BR-367, no Vale do Jequitinhonha
Imagens dos buracos na BR-367 foram exibidas na audiência pública na ALMG (FOTO: Clarissa Barçante / ALMG)

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) admitiu as péssimas condições da BR-367. O órgão indicou, ainda, que mais da metade da rodovia, ligação o Vale do Jequitinhonha ao Sul da Bahia, deve ser reconstruída. 

A afirmação foi feita pelo superintendente do, Antônio Gabriel Santos, em audiência pública na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG),  nesta quinta-feira. 

Há tempos, prefeitos, vereadores e moradores denunciam a situação precária da rodovia, com buracos e trechos sem pavimentação. Situação que leva risco a população que acessa a rodovia. 

O superintendente afirmou que , de todas as rodovias que conheceu e que estão sob jurisdição do Dnit, as da região do Vale do Jequitinhonha são as piores. 

Segundo ele, até há orçamento garantido pelo ministro dos Transportes, Renan Filho, para melhorias em rodovias de Minas.  Entre elas, e a BR-367. Porém, admitiu que, na verdade, mais de 60% do percurso da BR-367 precisaria ser reconstruído, o que exigiria projetos mais demorados.

Leia também:

Ex-deputado Narcio Rodrigues vira réu por suposto desvio em convênio em MG

A viagem de José Dirceu a Belo Horizonte

MPF vai investigar invasões e ameaças contra indígenas Pataxó em MG

Veja os Stories em @OFatorOficial. Acesse