Governo adia licitação de novo contrato da Loteria Mineira

Novas datas para entrega e abertura dos envelopes serão divulgadas após os ajustes na licitação
Loteria do Estado de Minas Gerais suspendeu, nesta segunda-feira, a licitação para o novo contrato da loteria mineira. Aviso foi publicado no site oficial
Suspensão do edital de licitação foi publicada no site oficial da Loteria Mineira (FOTO: Reprodução)

A Loteria do Estado de Minas Gerais (LEMG) suspendeu, nesta segunda-feira, a licitação para o novo contrato da loteria mineira. A medida foi tomada após reportagem do O Fator que mostrou uma batalha milionária na Justiça Estadual pelo comando do contrato de concessão do serviço público de loteria do Estado.

Por meio de nota, a LEMG afirmou que serão realizadas adequações no edital de licitação. “Assim, ficam canceladas a entrega dos envelopes, marcada para dia 05 de março de 2024, e a sessão de abertura dos mesmos, designada para dia 06 de março de 2024, às 14h”, explicou.

Para finalizar, informou que novas datas serão divulgadas após os ajustes na licitação. Não há previsão para que isso aconteça.

Batalha Judicial

Comandada desde 2011 por um mesmo grupo empresarial (Intralot Brasil e Saga Consultoria), a gestão do contrato da loteria mineira é disputada em uma nova licitação aberta pelo governo de Minas Gerais. Porém, o processo dessa nova licitação tem sido igualmente conturbado.

Em fevereiro, o empresário Sérgio Alvarenga foi destituído da sociedade da Intralot Brasil e SAGA Consultoria e Representações Comerciais, a empresa que atualmente é responsável pela gestão da loteria mineira, pelos outros sócios que apontam supostas irregularidades nos gastos da empresa e uso indevido de dinheiro público.

Ao todo, segundo os ex-sócios, Sergio Alvarenga teria desviado e gasto o valor de R$ 13,3 milhões entre 2019 e 2023, sendo dinheiro público de fundo de marketing do contrato com o estado e desvio de verbas da empresa do grupo Intralot-SAGA. O dinheiro de fundo de Marketing deve ser gasto na exploração dos produtos lotéricos e não para uso pessoal ou da empresa do grupo, fato esse extremamente grave caso confirmado.

Os fatos foram apresentados à justiça dentro de um processo em que o empresário Sérgio Alvarenga, autor da ação, tenta impedir sua exclusão da sociedade da empresa SAGA Consultoria.

Enquanto a briga pelo comando da empresa SAGA é decidida na justiça, o empresário Sérgio Alvarenga ingressou na nova licitação pelo novo contrato de concessão da Loteria Mineira como sócio de outra empresa. Esse fato também foi questionado na ação judicial pelo grupo Intralot-SAGA.

Leia também:

A difícil articulação para Álvaro Damião ser o vice de Fuad

Futebol e Política, juntos, podem fazer um mundo melhor

Quero um amor; um amor maior que eu

Veja os Stories em @OFatorOficial. Acesse