IFMG do Barreiro pode funcionar em sede temporária até a construção de campus

Prefeitura de BH debate possibilidade de ceder imóvel para abrigar alunos e agilizar o pontapé inicial da escola técnica
Vista de campus do IFMG
Instalação do IFMG no Barreiro é demanda da comunidade local. Foto: IFMG/Divulgação

Depois de encaminhar, ao Ministério da Educação (MEC), uma proposta para a instalação de uma unidade do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Minas Gerais (IFMG) em um terreno na Avenida Afonso Vaz de Melo, no Barreiro, a Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) estuda, agora, a possibilidade de usar outro espaço para abrigar temporariamente a escola técnica. Assim, um outro imóvel poderia ser utilizado por alunos e professores até a conclusão do processo de construção do campus do IFMG do Barreiro.

A busca por uma sede temporária foi confirmada pela Prefeitura de BH a O Fator nesta quinta-feira (13). O poder Executivo não informou as opções estudadas, mas, segundo apurou a reportagem, à mesa há a possibilidade de utilização de parte da estrutura do campus Barreiro da Pontifícia Universidade Católica (PUC).

O terreno oferecido pela Prefeitura de BH ao governo federal para sediar as instalações definitivas do IFMG fica na altura do número 900 da Avenida Afonso Vaz de Melo. A escolha do Barreiro aconteceu em meio a reivindicações de lideranças locais para que a região recebesse um espaço voltado à oferta de cursos profissionalizantes. Parlamentares como o deputado estadual Betão (PT) e o deputado federal Rogério Correia (PT) passaram a encampar o pleito.

O espaço apresentado pelo Executivo municipal ao MEC para sediar o campus tem 7 mil metros quadrados e está avaliado em R$ 21 milhões. No mês passado, a direção do IFMG recebeu, da prefeitura, uma carta de compromisso que oficializa a intenção da administração local de colaborar com o processo de implantação da escola.

Oito novas unidades

O campus belo-horizontino do IFMG compõe pacote de oito novas unidades do instituto. As obras estão ligadas à nova versão do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), lançado no ano passado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). 

Leia também:

Psol aciona Justiça por suspensão da lei que criou ‘censo do aborto’ em BH

MP denuncia famílias que adotaram homeschooling em cidade mineira

Justiça vê irregularidade em nomeação no interior de Minas e cita deputado em sentença

Acompanhe O Fator no Instagram

Veja os Stories em @OFatorOficial. Acesse