Lei torna Etanol prioridade em Minas Gerais

A partir de agora, órgãos e entidades públicas estaduais devem priorizar o abastecimento com etanol
Bomba de combustível em posto de gasolina. Etanol será prioridade em Minas Gerais
Etanol será o combustível prioritário no estado (FOTO: Arquivo / Agência Brasil)

Minas Gerais passa a contar com uma política de incentivo ao consumo do etanol, o programa “Na hora de abastecer, escolha o etanol”. A ideia surgiu na Assembleia Legislativa pelo projeto de lei do deputadol Raul Belém (Cidadania). A proposição foi sancionada pelo governador Romeu Zema (Novo).

A partir de agora, órgãos e entidades públicas estaduais devem priorizar o abastecimento dos veículos flex com etanol, sempre que, a critério do agente público responsável, sua utilização for mais vantajosa para a administração pública.

Além disso, os veículos movidos a combustão, adquiridos com recursos de emendas parlamentares individuais ou de bloco, deverão, preferencialmente, ser equipados com motores flex.

Entre os objetivos da política estão:

  • O incentivo do consumo de combustível sustentável, limpo e renovável;
  • A promoção do agronegócio e do combustível proveniente da cana-de-açúcar;
  • O fortalecimento do setor sucro energético e dos produtores rurais;
  • A promoção de ações para a baixa emissão de carbono na agropecuária;
  • O apoio à criação de micro destilarias de base associativistas.

Na esteira dos acordos costurados internacionalmente, para a redução de emissão de CO2, Minas Gerais, a exemplo do Race To Zero, quando foi o primeiro estado da América do Sul a aderir ao programa, sai mais uma vez na frente. Parabéns, portanto, a todos os envolvidos.

Leia também:

Fávaro vai à Câmara explicar fiasco no leilão de arroz

Cassinos voltam à mesa da CCJ do Senado

Justiça suspende atividades de mineradora na Serra do Curral em Belo Horizonte

Veja os Stories em @OFatorOficial. Acesse