Minas terá ‘conselhão’ de prefeituras para integrar ações de combate à corrupção

Iniciativa é feita pela Controladoria-Geral do Estado (CGE-MG)

Vai ser criado, já nos próximos dias, o Conselho Estadual de Controle Interno de Minas (Coneci-MG) – idealizado para fortalecer um sistema único entre os 853 municípios mineiros para integrar e realizar atos de cooperação técnica e compartilhamento de informações sobre atos de gestão pública, compliance e combate à corrupção dentro das prefeituras e órgãos Legislativos municipais. A iniciativa é da Controladoria-Geral do Estado (CGE-MG).

De início, 46 municípios já aderiram a ideia e vão integrar o Coneci mineiro. “De acordo com diagnóstico publicado em 2023 pelo Conselho Nacional de Controle Interno (Conaci), em parceira com o Banco Mundial, grande parte do sistema de controle interno dos municípios brasileiros apresenta nível intermediário ou inferior de estruturação”, explica o Controlador-Geral do Estado e Presidente do Coneci-MG, Rodrigo Fontenelle. O chefe da controladoria mineira ressalta que a implementação de conselhos estaduais de controle interno é essencial para alavancar o desenvolvimento e a modernização sistemas de controles nos municípios do país. “A troca de boas práticas e a atuação coordenada entre os municípios e dos municípios com o Estado contribui não só para o fortalecimento do controle interno mineiro, mas também traz inúmeros benefícios e melhorias para a população”.

A gestão do Coneci-MG é composta por 14 membros, representados pelos municípios de Santa Vitória, São Sebastião do Paraíso, Unaí, Governador Valadares, Poços de Caldas, Manhuaçu, Uberaba, Montalvânia, Baependi, Sete Lagoas, Frutal, Cabeceira Grande, São Brás do Suaçuí e Curvelo.

Leia também:

Fávaro vai à Câmara explicar fiasco no leilão de arroz

Cassinos voltam à mesa da CCJ do Senado

Justiça suspende atividades de mineradora na Serra do Curral em Belo Horizonte

Veja os Stories em @OFatorOficial. Acesse