Ônibus vira polêmica até no Carnaval de Belo Horizonte

Deputada Bella Gonçalves (Psol) pede transporte gratuito durante a folia
Ônibus de Belo Horizonte em uma estação na Avenida Cristiano Machado
Deputada quer gratuidade no transporte público durante os dias de folia (FOTO: PBH/Divulgação)

O prefeito Fuad Noman (PSD) e o governador Romeu Zema (Novo) vão conviver com polêmicas em relação ao transporte público, até mesmo no Carnaval de Belo Horizonte. A deputada Bella Gonçalves (Psol) solicitou, por meio de ofício, que os chefes do Executivo estadual e municipal determinem a gratuidade nos ônibus nos dias de folia.

Em sua justificativa, a deputada afirmou que o carnaval de BH “é uma referência nacional”, e que “o alto valor das tarifas pode ser um impedimento para a participação das pessoas, especialmente em áreas periféricas”.

Vale lembrar que as tarifas dos ônibus municipais de Belo Horizonte e dos coletivos que circulam na Grande BH sofreram reajustes. A Justiça chegou a barrar as altas nos preços, mas depois foram liberadas.

Sonho distante

Por enquanto, a gratuidade nos ônibus está descartada. A Prefeitura de Belo Horizonte afirmou que não há previsão legal nem dotação orçamentária que permita ao município assegurar a gratuidade no transporte coletivo durante o Carnaval. “No entanto, a Prefeitura vem trabalhando na definição de um quadro de horários e de um número de viagens que possa atender satisfatoriamente aos foliões”, informou.

Já o Governo de Minas afirmou que estão sendo estudadas ações de mobilidade para o evento. “As medidas em análise incluem a adequação de horários e linhas de ônibus às necessidades do evento, a ampliação do horário de operação do metrô, ações de combate à importunação sexual e intensificação de informações sobre o transporte coletivo”, disse o Executivo Estadual, por meio de nota.

Pitaco do Kertzman: Sem qualquer juízo de valor, é impressionante como certos políticos não resistem a um ato populista, especialmente em ano eleitoral.

Leia também:

Fávaro vai à Câmara explicar fiasco no leilão de arroz

Cassinos voltam à mesa da CCJ do Senado

Justiça suspende atividades de mineradora na Serra do Curral em Belo Horizonte

Veja os Stories em @OFatorOficial. Acesse