Presidente da Ceasa Minas renuncia ao cargo, e agita bastidores por causa do motivo

Luciano Oliveira pediu para deixar estatal durante reunião nesta segunda
Luciano José de Oliveira atuava como presidente da Ceasa Minas desde 2021. Foto: Divulgação
Luciano José de Oliveira atuava como presidente da Ceasa Minas desde 2021. Foto: Divulgação

O presidente da Ceasa Minas, Luciano José de Oliveira, renunciou ao cargo durante a reunião do Conselho de Administração da estatal na noite desta segunda-feira (3). A decisão de deixar o comando da estatal tem recebido versões distintas no meio política.

Interlocutores comentam sobre suposta pressão política feita pelo PT, que buscaria, com isso, indicar o novo chefe da empresa e manter o controle sobre as diretorias da estatal.

Por outro lado, fontes petistas negam e apontam que, na realidade, a saída de Luciano Oliveira da Ceasa se dá por motivos eleitorais: ele deve ser candidato a prefeito de Carandaí e, por isso, deixou o cargo no prazo legal para de descompatibilizar

De acordo com a ata da 72ª Reunião Extraordinária, obtida por O Fator, o Conselho de Administração aprovou, por unanimidade, o pedido de renúncia de Luciano José de Oliveira, que deixará o cargo de Diretor-Presidente a partir desta quarta (5). Em seu lugar, foi nomeado interinamente o diretor financeiro Carlos Magno Ribeiro Costa, que acumulará as funções de Diretor-Presidente e Diretor Financeiro.

Carlos Magno é dirigente do PT mineiro e, em 2022, foi candidato a deputado estadual.

A Ceasa Minas possui uma estrutura de poder composta por uma presidência e duas diretorias. Atualmente, as diretorias são comandadas por indicados petistas.

Leia também:

STF vira palco de nova batalha judicial sobre ações de prefeituras contra mineradoras no exterior

A queda de braço entre o PT e o PRD pelo apoio do Republicanos em Contagem

Pontapé inicial do novo PTB em Minas tem Saraiva Felipe, Apolo Heringer e ex-deputados

Veja os Stories em @OFatorOficial. Acesse