Força-tarefa na ALMG tenta apagar incêndio do reajuste do Executivo

Deputados debatem como evitar crise por conta do projeto
Detalhe: não havia reunião de líderes prevista para esta quinta - trata-se de um encontro emergencial.
Detalhe: não havia reunião de líderes prevista para esta quinta - trata-se de um encontro emergencial. Foto: ALMG

O imbróglio relativo ao Projeto de Lei (PL) 2.309/24, que trata do reajuste salarial de 3,62% dos servidores públicos civis e militares do Poder Executivo, tem dominado as articulações de bastidores na ALMG nesta quinta (16).

Sem respiro para os deputados: tão logo foi encerrada a Reunião Extraordinária de Plenário desta quinta-feira, quando os parlamentares aprovaram os reajustes salariais de servidores do TJ, MP, TCE, Defensoria e da própria ALMG, foi convocada reunião de última hora para tentar apagar o incêndio.

O Colégio de Líderes da ALMG está reunido nesta manhã. Entre outros temas, apaziguar os ânimos e aparar arestas na tentativa de construir um acordo quanto ao reajuste no Executivo dão o tema da reunião. Detalhe: não havia reunião de líderes prevista para esta quinta – trata-se de um encontro emergencial.

Leia também:

Moraes autoriza visita de Cleitinho a ex-diretor da PRF preso

A difícil articulação para Álvaro Damião ser o vice de Fuad

Futebol e Política, juntos, podem fazer um mundo melhor

Veja os Stories em @OFatorOficial. Acesse