Servidor do Ministério da Saúde retira pré-candidatura a prefeito de Sabará

Rodrigo Leite teve a pré-candidatura referendada pelo PT, mas não vai disputar o pleito
Rodrigo Leite, da equipe do Ministério da Saúde
Rodrigo Leite é um dos representantes de Minas Gerais na Esplanada dos Ministérios. Foto: Clarissa Barçante/ALMG

Apontado no ano passado como pré-candidato à Prefeitura de Sabará, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), Rodrigo Leite, integrante da equipe do Ministério da Saúde, não vai participar da disputa. A informação foi confirmada por ele a O Fator nesta quarta-feira (10).

Na pasta comandada por Nísia Trindade, Rodrigo é coordenador-geral de Serviços, Informação e Conectividade. Um dos motivos que freou os planos dele de disputar a eleição em Sabará foi, justamente, o trabalho no Ministério da Saúde.No cargo, ele atua junto ao Complexo Econômico-Industrial da Saúde e de Inovação, setor montado para incentivar o desenvolvimento de insumos e produtos para o Sistema Único de Saúde (SUS).

“Estamos neste momento desenvolvendo a política industrial mais inovadora do momento: o Complexo Econômico-Industrial da Saúde. Logo, minha saída traria uma descontinuidade ao trabalho que estamos fazendo”, disse ele, que já foi vice-presidente da Fundação Ezequiel Dias (Funed).

Ainda segundo apurou O Fator, não havia, na federação que, além do PT, tem o PCdoB e o PV, consenso sobre o sucesso da campanha em torno de Rodrigo. Por isso a decisão pela retirada da pré-candidatura.

O PT de Sabará ainda não bateu o martelo sobre os rumos que tomará na disputa na cidade. A disputa tem pré-candidatos como Sargento Rodolfo (sem partido), Lucas Silva (PSD) e Professor Costela (Solidariedade).

Leia também:

Psol aciona Justiça por suspensão da lei que criou ‘censo do aborto’ em BH

MP denuncia famílias que adotaram homeschooling em cidade mineira

Justiça vê irregularidade em nomeação no interior de Minas e cita deputado em sentença

Acompanhe O Fator no Instagram

Veja os Stories em @OFatorOficial. Acesse