AMM se diz ignorada por Lula e divulga nota de repúdio

Associação que represente os 853 municípios mineiros afirma que não foi convidada para participar da agenda oficial do presidente em BH
Presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) chega ao Aeroporto da Pampulha em Belo Horizonte. Ele é recepcionado pelo presidente da ALMG, Tadeu Martins Leite (MDB), e o vice-governador Professor Mateus (Novo)
Presidente Lula é recepcionado pelo presidente da ALMG, Tadeu Martins Leite (MDB), e o vice-governador Professor Mateus (Novo), na chegada a BH (FOTO: Divulgação)

Os prefeitos que fazem parte da Associação Mineira de Municípios (AMM) estão insatisfeitos com a presença do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) em Minas Gerais.

Não por ele estar em território mineiro. Mas, sim, pelo Governo Federal se esquecer de convidar a entidade para a agenda oficial.

A AMM, que representa os 853 municípios mineiros, divulgou, nesta quarta-feira, uma nota de repúdio por ter sido “ignorada”.

“É, no mínimo, incompreensível a maior associação municipalista estadual do Brasil não ser convidada para um encontro do Governo Federal que indica a busca de uma construção federativa, em uma ação que mais se evidencia pelo viés políticopartidário”, afirmou.

A AMM finaliza dizendo que se coloca à disposição ao diálogo “para conhecer as propostas do Governo Federal para os 853 municípios”, e espera que a visita a Minas “não se torne ato de agressão pessoal de militância partidária como o ocorrido no Rio de Janeiro”.

A nota é assinada pelo presidente da AMM e prefeito de Coronel Fabriciano, no Vale do Aço, Marcus Vinícius Bizarro.

Lula chegou na tarde desta quarta-feira a Belo Horizonte, onde deve ficar até esta quinta-feira.

Leia também:

A difícil articulação para Álvaro Damião ser o vice de Fuad

Futebol e Política, juntos, podem fazer um mundo melhor

Quero um amor; um amor maior que eu

Veja os Stories em @OFatorOficial. Acesse