Ex-secretária de Contagem vai enfrentar a ex-chefe Marília Campos nas urnas

Monique Pacheco disputará o comando da Prefeitura de Contagem pelo Avante
Ex-secretária de Cultura do município, Monique Pacheco
Escritora assumiu cargo na prefeitura após receber mais de mil votos em 2020. (Foto: Câmara Municipal de Contagem / Divulgação)

A disputa pela Prefeitura de Contagem acaba de ganhar mais uma pré-candidata: a ex-secretária de Cultura do município, Monique Pacheco. Ela confirmou sua pré-candidatura em suas redes sociais, na última segunda-feira (13), e concorrerá pelo Avante – partido de oposição à gestão Marília Campos (PT).

A escolha do partido pode não ter sido por acaso. O desligamento de Pacheco da gestão municipal foi traumático, com a ex-secretária reclamando de abandono político do seu próprio partido.

Em um desabafo indignado no grupo de whatsapp do PT de Contagem, Monique disse ter ficado sabendo da sua exoneração pelo Diário Oficial do município, e cobrou das companheiras de militância a mesma solidariedade propagada nas redes sociais com frases de efeito como “mexeu com uma mexeu com todas”. “Eu fui demitida sem nenhuma ligação, sem nenhum telefonema”, lamentou.

Nas eleições de 2020, ela teve 1.378 votos para vereadora, ficando como primeira suplente do PT. Por sua votação, foi indicada pelo partido para assumir a Secretaria Municipal de Cultura no terceiro mandato da prefeita Marília Campos (PT).

Mas, ela foi exonerada em janeiro de 2023 e substituída pelo atual secretário de Cultura, José Ramoniele, o Professor Ramon – a quem a ex-secretária reclama de ter empreendido perseguição política contra ela e com quem tivesse alguma ligação.

Leia também:

Ex-deputado Narcio Rodrigues vira réu por suposto desvio em convênio em MG

A viagem de José Dirceu a Belo Horizonte

MPF vai investigar invasões e ameaças contra indígenas Pataxó em MG

Veja os Stories em @OFatorOficial. Acesse