Juiz do caso Mariana reafirma pedido de exclusão de perito suspeito de ter forjado currículo

O afastamento aconteceu devido a formação acadêmica questionável de Phillip Machado
Phillip Machado era perito que atuou no Caso Samarco
Perito foi afastado devido ao

O juiz Vinícius Cobucci, da 4ª Vara Cível e Agrária de Belo Horizonte, reafirmou o pedido de exclusão do falso frei Phillip Machado do cargo de perito judicial do Caso Samarco.  A manifestação do magistrado aconteceu à pedido do Tribunal Regional Federal (TRF) após a defesa de Machado entrar com um recurso questionando a decisão de afastamento dele dos trabalhos.

A decisão é de julho do ano passado. A Justiça Federal  o proibiu de realizar, por cinco anos, novas perícias para a Justiça e ainda determinou que o Ministério Público Federal (MPF) e a Polícia Federal tomem “providencias cabíveis em relação aos possíveis crimes praticados pelo então perito”.

O afastamento aconteceu devido a formação acadêmica questionável de Phillip. Universidades em que ele dizia ter doutorados, mestrados e graduações em geral não reconheciam a veracidade das informações. Além disso, ele dizia ser frei da Igreja Católica, o que foi negado oficialmente pela Arquidiocese.

Ao TRF, o juiz Vinícius Cobucci rebateu as acusações de Machado, que alegou, no recurso, suposta violação do direito ao contraditório e ampla defesa.

“Apesar de devidamente intimado em diversas oportunidades, como dito anteriormente, o impetrante não demonstrou, muito menos comprovou sua formação profissional ou gastos com a função exercida nos autos”, argumentou o magistrado.

Leia também:

Futebol e Política, juntos, podem fazer um mundo melhor

Quero um amor; um amor maior que eu

Ao contrário de Paes, no Rio, Kalil atuou contra BH

Veja os Stories em @OFatorOficial. Acesse