Leilões da 381 e 040 como prioridades da União: só vendo para crer

No ano passado, mais de 100 pessoas perderam a vida nos dois trechos
Obras na BR-381, entre Belo Horizonte e Governador Valadares
Leilão da BR-381 foi adiado por falta de propostas (FOTO: Dnit / Divulgação)

O Governo Federal tem como meta realizar os leilões de 13 trechos de rodovias até o final de 2024. Estão na lista as BRs 040, de Belo Horizonte até Juiz de Fora, na Zona da Mata, e a 381, no caminho da capital mineira para Governador Valadares, no Rio Doce. O anúncio foi feito nesta quarta-feira pelo ministro dos Transportes, Renan Filho.

O leilão da BR-040 já está marcado para 11 de abril. O edital prevê investimentos superiores a R$ 9 bilhões ao longo de 30 anos de concessão. A rodovia é administrada, atualmente, pela Via 040, que solicitou a devolução da estrada em 2017, alegando prejuízo financeiro.

Já a situação da BR-381 segue indefinida. Em novembro de 2023, o leilão foi adiado por falta de propostas. O Ministério dos Transportes afirmou que “o governo federal continua determinado em encontrar uma solução para modernizar e adequar a capacidade da BR-381/MG”, conhecida como ‘Rodovia da Morte’.

As melhorias são esperadas há anos pelos motoristas que passam pelas rodovias. Dados da Polícia Rodoviária Federal (PRF) mostram que somente no ano passado mais de 100 pessoas perderam a vida nos dois trechos. O desrespeito dos governos federais – sim, no plural – com os mineiros ultrapassa o limite do razoável.

Leia também:

MP denuncia prefeito por beneficiar empresa em contratos de R$ 43 mi

Federação PT-PV-PCdoB adia prazo para tomar decisão sobre candidaturas em grandes cidades

Movimentos sociais vão entregar a vereadores PL por tarifa zero nos ônibus em BH

Veja os Stories em @OFatorOficial. Acesse