Mosaic e MPMG firmam acordo para estabilizar barragem em Patos de Minas

Área foi considerada instável; empresa se comprometeu a adotar medidas de segurança
O local integra o complexo minerário da Mosaic. Foto: Divulgação.

A barragem B de Patos de Minas, no Alto Paranaíba, foi motivo de acordo entre a Mosaic Fertilizantes P&k Ltda e o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG). A área não é utilizada desde 2015.

O local, que integra o complexo minerário da empresa, foi considerado inadequado estruturalmente. A Mosaic se comprometeu a adotar medidas para obter a declaração de condição de estabilidade.

“O acordo levou em conta um relatório de inspeção deste ano que não atestou a estabilidade da barragem e, consequentemente, acionou o nível 1, de três possíveis, de emergência do empreendimento”, explica o MPMG.

Detalhes

A empresa terá que apresentar, em até 30 dias, um plano de ação protocolado na Fundação Estadual do Meio Ambiente (Feam). A barragem não poderá ser utilizada até que a estabilidade da estrutura for garantida.

“Além disso, pelo ocorrido, a Mosaic pagará, a título de compensação, a quantia de R$350 mil, a ser destinada a projetos socioambientais para a região de Patos de Minas”, acrescenta o MPMG.

Leia também:

Ex-deputado Narcio Rodrigues vira réu por suposto desvio em convênio em MG

A viagem de José Dirceu a Belo Horizonte

MPF vai investigar invasões e ameaças contra indígenas Pataxó em MG

Veja os Stories em @OFatorOficial. Acesse