O próximo passo para o início das obras do viaduto da Ferradura 

Prefeituras de BH e Nova Lima vão alterar pilar da construção para resolver problema ecológico
Projeto da construção do viaduto entre BH e Nova Lima. Foto: Divulgação.

Mais um passo foi dado para a construção do viaduto da Ferradura. A Procuradoria-Geral de Justiça (PGJ) se reuniu ontem, 10, com as prefeituras de Nova Lima e Belo Horizonte para discutir os entraves da obra que pretende aliviar o trânsito no trevo do BH Shopping.

O problema estava relacionado a um dos pilares do viaduto, que poderia prejudicar a Estação Ecológica do Cercadinho, que abrange 225 hectares entre os municípios de Belo Horizonte e Nova Lima. 

“Chegamos a uma solução que passa pela parte técnica e vamos alterar o local do pilar do viaduto para atender às especificidades do Instituto Estadual de Florestas (IEF)”, explicou o superintendente da Sudecap, Henrique de Castilho.

Detalhes

O viaduto vai ligar as BR’s ao Anel Rodoviário. As obras ainda não tem previsão de começarem. O Fator apurou que o próximo passo da construção será o enquadramento do pilar do viaduto na área do Cercadinho.

R$ 250 milhões serão investidos, sendo R$ 150 milhões pela prefeitura de BH e o restante pela prefeitura de Nova Lima.

Leia também:

Desembargador mantém competência de Belo Horizonte em recuperação judicial do Grupo Coteminas

Apologia a atos terroristas pode render multa de até R$ 20 mil em BH

Filho de Célio de Castro desiste de disputar vaga na Câmara de BH

Veja os Stories em @OFatorOficial. Acesse