Toffoli abre investigação contra Moro

As apurações foram determinadas pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) em despacho sigiloso
Senador Sérgio Moro durante audiência no Senado
Ex-juiz da Lava Jato também é alvo de investigação no CNJ e na Justiça Eleitoral (FOTO: Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)

O senador Sérgio Moro (União-PR), ex-juiz da Lava Jato, será alvo de uma investigação sobre possíveis abusos no acordo de colaboração premiada do ex-deputado estadual do Paraná e empresário Antônio Celso Garcia, conhecido como Tony Garcia.

As apurações determinadas pelo ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal (STF), em despacho sigiloso, após pareceres da Procuradoria-Geral da República (PGR) e da Polícia Federal (PF) defendendo a investigação do caso.

Em nota, Moro informou que desconhece a decisão e afirmou que “não houve qualquer irregularidade no processo de quase vinte anos atrás”.

A PGR afirma que o empresário pode ter sido vítima de constrangimento ilegal. Tony Garcia alega ter sido ameaçado e coagido para fechar delação e afirma que passou a trabalhar como um “agente infiltrado” de Moro, inclusive na investigação ilegal de autoridades com foro, a partir de 2004.

Pitaco do Kertzman: Justiçamento não é nem nunca será justiça em um Estado Democrático de Direito que se preze. Porém, forçoso reconhecer que, a despeito de erros – possivelmente graves – cometidos pelo ex-juiz Sergio Moro, uma verdadeira caça (e cassa) encontra-se em curso contra todos que ousaram trombar contra a quadrilha criminosa que tomou conta do Brasil há alguns anos.

Leia também:

STF vira palco de nova batalha judicial sobre ações de prefeituras contra mineradoras no exterior

A queda de braço entre o PT e o PRD pelo apoio do Republicanos em Contagem

Pontapé inicial do novo PTB em Minas tem Saraiva Felipe, Apolo Heringer e ex-deputados

Veja os Stories em @OFatorOficial. Acesse