Atenção, sociedade brasileira: 8 de janeiro, nunca mais!

Evento terá como maior anfitrião o Procurador-Geral de Justiça de Minas Gerais, Dr. Jarbas Soares
Dr. Jarbas Soares, Procurador-Geral de Justiça de Minas Gerais, promove ato em defesa da Democracia / Foto: Divulgação MPMG
Dr. Jarbas Soares, Procurador-Geral de Justiça de Minas Gerais, promove ato em defesa da Democracia / Foto: Divulgação MPMG

Estou plagiando, confesso, o título de um evento que será realizado pelo Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), justa e oportunamente na data da infame e frustrada tentativa de golpe de Estado, mas, ainda assim, um atentado inaceitável contra o Estado de Direito brasileiro. 

“Um tributo à ordem jurídica e ao Regime Democrático”, diz o “lead” do evento, que terá como maior anfitrião o Procurador-Geral de Justiça de Minas Gerais, Dr. Jarbas Soares, a partir das 9hs da próxima segunda-feira, dia 8 de janeiro. É uma daquelas datas que todos se lembram – e se lembrarão – onde estavam. 

Aqui e ali, ouço, sempre discordando, que a atuação do Supremo Tribunal Federal (STF) é indevida e injusta neste caso. Ouço, também, que as penas já imputadas aos golpistas criminosos são exageradas. Não só não concordo como apoio integralmente todos os atos e condenações da Suprema Corte até agora. 

Por criticar tanto o ocorrido, inclusive antes, ou seja, desde o início dos movimentos antidemocráticos (ainda em 2019, pelo próprio ex-presidente Jair Bolsonaro, pregando e incentivando o fechamento do Congresso e do Supremo), fiz uma série de inimizades – que não me fazem falta alguma, aliás – e sofri na pele o ódio e as retaliações dos extremistas. 

Há uma conhecida frase sobre o holocausto, que se tornou uma espécie de mantra de todos os judeus: “never more, never again”. Algo como: “nunca mais novamente”. Por óbvio, sem qualquer correlação ou comparação, ou mesmo correspondência fática, histórica ou qualquer outro aspecto, já que o genocídio dos judeus só é comparável em terror, talvez, à escravidão, aplaudo o chamamento do evento, qual seja, e repetindo, “8 de janeiro nunca mais”.

Parabéns, MPMG!

Leia também:

Ex-deputado Narcio Rodrigues vira réu por suposto desvio em convênio em MG

A viagem de José Dirceu a Belo Horizonte

MPF vai investigar invasões e ameaças contra indígenas Pataxó em MG

Veja os Stories em @OFatorOficial. Acesse