Repasses do Estado ao Piso Mineiro de Assistência Social podem aumentar em 40%

O valor representa um acréscimo de R$ 35 milhões aos recursos enviados aos municípios
Alê Portela é deputada estadual licenciada e assumiu a pasta há duas semanas | Foto: Gil Leonardi

O governador Romeu Zema (Novo) anunciou, na manhã dessa quinta-feira (27), a intenção de aumentar, em 40%, os valores do Piso Mineiro de Assistência Social. A ampliação dos recursos ainda precisa ser aprovada pelo Conselho Estadual de Assistência Social, mas, se houver o aval do comitê, as cifras repassadas aos municípios vão crescer R$ 35 milhões. Assim, o orçamento do piso chegará à casa dos R$ 115 milhões.  

“Esses recursos podem ser utilizados para o pagamento de auxílio aluguel, cestas básicas, auxílio funeral, e outras ações voltadas para enfrentar a vulnerabilidade social”, disse o governador, em vídeo ao lado da secretária de Estado de Desenvolvimento Social, Alê Portela (PL).

Na tarde da última quarta-feira (26), Alê Portela, que é deputada estadual licenciada, antecipou a deputados a proposta de aumento do fundo. Ela foi sabatinada pelas Comissões de Defesa dos Direitos da Mulher e de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), por meio do Assembleia Fiscaliza — iniciativa de monitoramento da execução de políticas públicas no Estado.

“Estamos construindo isso junto com a Secretaria de Fazenda, e estamos dependendo da estimativa de receita. Também estamos discutindo com a Seplag [Secretaria de Planejamento]. Vamos trabalhar para levar os repasses do Piso Mineiro de Assistência Social a R$ 150 milhões”, projetou.

Leia também:

PL marca data de convenção que vai oficializar candidatura de Engler em BH

Para se dedicar à campanha em Contagem, Junio Amaral se licencia do mandato de deputado federal

Justiça determina bloqueio de R$ 137 mil de influencer que fez ‘caça ao tesouro’ na Praça do Papa

Veja os Stories em @OFatorOficial. Acesse