Licença de mandato, a nova moda entre os deputados mineiros em Brasília

Parlamentares deixam cadeira para suplentes assumirem e se cacifarem
O FATOR apurou que pelo menos outros dois deputados federais mineiros ainda podem, nas próximas semanas, se licenciar para dar espaço aos suplentes temporariamente.
O FATOR apurou que pelo menos outros dois deputados federais mineiros ainda podem, nas próximas semanas, se licenciar para dar espaço aos suplentes temporariamente.

Começou com o deputado federal Fred Costa: em dezembro, o parlamentar comunicou que estava se licenciando do mandato para focar na organização do PRD nacional na disputa das eleições municipais. Ele abriu, assim, espaço para Felipe Saliba, seu primeiro suplente, assumir uma cadeira e atuar na Câmara até agosto, quando oficializará a candidatura a prefeito de Contagem.

Desde então, a prática parece ter virado moda dentro da bancada mineira: outros dois também se licenciaram e mais podem optar pela prática em breve.

Newton Cardoso Jr (MDB-MG) é o mais recente: deixou a cadeira na Câmara temporariamente para seu suplente, Ulisses Guimarães, assumir o cargo nesta quarta (13). Euclydes Pettersen, presidente do Repulicanos, se licenciou em fevereiro, dando espaço a Duarte Jr.

A propósito, nos casos, a mesma coincidência: todos serão candidatos novamente em suas cidades – Ulisses no Sul de Minas e Duarte em Ouro Preto, além de Saliba em Contagem.

A lista de licenciados deve crescer ainda nos próximos dias: Mário Heringer (PDT-MG) também deve pedir conta para ficar uns meses fora, dando espaço ao suplente. Além dele, O FATOR apurou que pelo menos outros dois deputados federais mineiros ainda podem, nas próximas semanas, se licenciar para dar espaço aos suplentes temporariamente.

Leia também:

Fávaro vai à Câmara explicar fiasco no leilão de arroz

Cassinos voltam à mesa da CCJ do Senado

Justiça suspende atividades de mineradora na Serra do Curral em Belo Horizonte

Veja os Stories em @OFatorOficial. Acesse