A chateação de Aécio com duas lideranças mineiras

Ex-governador de Minas esperava ter mais acesso a agendas com Pacheco e Silveira
Deputado revelou a interlocutores estar enfrentando dificuldades para conseguir agendas e conversas com ministro e senador
Deputado revelou a interlocutores estar enfrentando dificuldades para conseguir agendas e conversas com ministro e senador

O deputado federal Aécio Neves (PSDB-MG) tem revelado a interlocutores estar chateado com o ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira, e com o presidente do Congresso, Rodrigo Pacheco, pela dificuldade que estaria enfrentando para conseguir agendas e reuniões com os conterrâneos mineiros.

Segundo relatou um desses interlocutores aO FATOR, Aécio esperava ter mais acesso principalmente ao gabinete de Silveira, que integrou seu secretariado quando foi governador. Atualmente, o ministro tem sido considerado um dos membros mais ativos e próximos de Lula em todo o primeiro escalão do governo federal – Silveira tem participado até de reuniões que não envolvem o tema de Minas e Energia.

Já a relação com Pacheco nunca foi lá das mais próximas. Em 2017, o tucano atuou por outro nome para presidir a CCJ da Câmara, quando o mineiro, depois, foi indicado para o colegiado, fato ainda hoje relembrado por auxiliares do Congresso. As recentes declarações de que pode se candidatar ao governo de Minas em 2026 também não caíram bem com o senador, candidatíssimo ao Palácio Tiradentes.

Leia também:

A difícil articulação para Álvaro Damião ser o vice de Fuad

Futebol e Política, juntos, podem fazer um mundo melhor

Quero um amor; um amor maior que eu

Veja os Stories em @OFatorOficial. Acesse