Moraes ainda não divulgou motivo para prender Mauro Cid

Prisão do ex-ajudante-de-ordens de Bolsonaro completa 72 horas na tarde de hoje
Mauro Cid depõe de farda na CPMI do 8 de Janeiro
Mauro Cid foi preso depois da reportagem da 'Veja'. Foto: Lula Marques/Agência Brasil

Passadas quase 72 horas da nova prisão de Mauro Cid, Alexandre de Moraes ainda não divulgou o motivo – ou seja, quais medidas cautelares Cid descumpriu.

A informação foi confirmada por O Fator com a assessoria de imprensa do STF.

Cid foi preso no começo da tarde de sexta (22) na sede do STF, para onde foi chamado depois de a Veja divulgar áudios em que ele afirmou, sem provas, ter sido pressionado pela Polícia Federal em sua delação premiada a falar “coisa que eu não sei”.

Moraes costuma levantar o sigilo de documentos em casos de grande repercussão. Ontem, por exemplo, publicou o relatório final da PF no caso Marielle. Em 15 de março, publicou os depoimentos dos ouvidos no inquérito do golpe, inclusive os ex-comandantes do Exército e da Aeronáutica.

Nem tudo é tão transparente. O STF, como sabemos, decidiu manter o sigilo das imagens das câmeras de segurança do aeroporto de Roma que mostram Moraes e seu filho sendo hostilizados por turistas brasileiros. E por enquanto nada de sabermos por que Cid foi preso de novo.

Leia também:

Ex-deputado Narcio Rodrigues vira réu por suposto desvio em convênio em MG

A viagem de José Dirceu a Belo Horizonte

MPF vai investigar invasões e ameaças contra indígenas Pataxó em MG

Veja os Stories em @OFatorOficial. Acesse