O acordo por apoio na disputa pela presidência do TJ de Minas

Desembargadora definiu que será candidata, mas já acena endosso
Desembargadora Áurea Brasil é candidata a presidir o tribunal
Desembargadora Áurea Brasil é candidata a presidir o tribunal

A desembargadora Áurea Brasil bateu o martelo e será mesmo candidata à presidência do TJ de Minas. Antes cotada para se candidatar com apoio do atual presidente José Arthur, Brasil se lançará à disputa de forma independente, mas com um acordo já firmado: se a eleição se afunilar entre o desembargador Maurício Soares, apoiado pelo ex-presidente Nelson Messias, e o candidato do grupo de José Arthur, ela apoiará o nome indicado pelo atual chefe do tribunal.

Além de José Arthur, o grupo conta com o apoio dos ex-presidentes Gilson Lemes e Pedro Bittencourt. O trio, a propósito, ainda não definiu quem será o candidato: estão entre atual corregedor-geral de Justiça, Luiz Carlos Corrêa Júnior, atual corregedor-geral de Justiça, e o superintendente administrativo do tribunal, Marcos Lincoln.

A eleição no TJ de Minas vai ocorrer em abril.

Leia também:

Federação PT-PV-PCdoB adia prazo para tomar decisão sobre candidaturas em grandes cidades

Movimentos sociais vão entregar a vereadores PL por tarifa zero nos ônibus em BH

Ex-deputado Narcio Rodrigues vira réu por suposto desvio em convênio em MG

Veja os Stories em @OFatorOficial. Acesse