Reunião de vereadores ‘vetados’ com Fuad termina com ’cessar-fogo’ e novo interlocutor

Grupo da Câmara levou insatisfações ao prefeito
Vereadores de Belo Horizonte tiram foto em mapa das nove regionais da capital dentro da prefeitura. (Foto: CMBH / Divulgação)

A reunião do prefeito Fuad Noman (PSD) com vereadores ligados ao presidente da Câmara de BH, Gabriel Azevedo (MDB), na tarde desta quinta (21), terminou com um acordo de “cessar-fogo” entre as partes e a inclusão de um novo interlocutor entre os grupos.

Marcada na semana passada após encontro de Fuad com Gabriel, o prefeito decidiu ouvir as reclamações e demandas dos 14 parlamentares, até então “vetados” dentro da prefeitura. O Fator apurou que vereadores reclamavam da falta de acesso a técnicos do Executivo e atendimentos do município a suas regiões.

A partir de agora, pelo que foi definido, o principal interlocutor da PBH com o grupo será o secretário adjunto Leonardo Amaral, que também participou da reunião.

Os parlamentares também se propuseram a avaliar e votar projetos de interesse do prefeito, como a criação do retrofit no Centro.

Um momento de tensão se destacou no encontro, quando o vereador Jorge Santos elogiou a atuação do ex-secretário Josué Valadão. Logo após a fala, o líder do governo na Câmara, Bruno Miranda (PDT), ironizou a fala dizendo que, na frente dos membros da PBH, todos elogiavam, mas fora de lá, pressionavam. Apesar do climão, a reunião terminou com todos aparentemente satisfeitos.

Leia também:

Prêmio vai eleger ‘melhores’ prefeitos de MG

Ex-deputado Narcio Rodrigues vira réu por suposto desvio em convênio em MG

A viagem de José Dirceu a Belo Horizonte

Veja os Stories em @OFatorOficial. Acesse