Senadores da CPI pedem a Gonet o que ele mesmo prometeu há 2 meses

Paulo Gonet com Renan Calheiros e outros senadores da CPI da Pandemia
Gonet recebeu senadores mais de dois meses depois de fazer promessa a Miriam Leitão. Foto: Leobark Rodrigues/MPF

Senadores que fizeram parte da CPI da Pandemia visitaram na noite de terça (19) o procurador-geral da República, Paulo Gonet, pedindo para que ele retome as investigações arquivadas por Augusto Aras.

O líder do governo Lula no Congresso, Randolfe Rodrigues, havia anunciado essa visita em 11 de março, quando a pandemia completou oficialmente quatro anos. Finalmente a agenda se realizou.

Acontece que o próprio Gonet prometeu há mais de dois meses reavaliar a gaveta deixada por Aras.

Em entrevista a Miriam Leitão em janeiro, Gonet disse: “Nós temos, inclusive, dados da CPI para serem avaliados, decisões do Supremo mandando para a Procuradoria, elementos, achados que foram feitos no Congresso durante esse período. Vamos reanalisar aquilo que for possível realizar ainda em termos de análise e de repercussão jurídica do que foi feito, e do que deixou de ser feito”.

A entrevista foi ao ar em 10 de janeiro, há mais de dois meses.

Se os senadores da CPI ainda estão cobrando Gonet, é porque ele está demorando para analisar a gaveta que herdou de Aras.

Leia também:

STF vira palco de nova batalha judicial sobre ações de prefeituras contra mineradoras no exterior

A queda de braço entre o PT e o PRD pelo apoio do Republicanos em Contagem

Pontapé inicial do novo PTB em Minas tem Saraiva Felipe, Apolo Heringer e ex-deputados

Acompanhe O Fator no Instagram

Veja os Stories em @OFatorOficial. Acesse