Vereadores retiram de tramitação projeto que sustava aumento da passagem em BH

Texto havia sido apresentado em dezembro e não chegou a avançar
Em dezembro, a PBH anunciou que a passagem passaria de R$ 4,50 para R$ 5,25
Em dezembro, a PBH anunciou que a passagem passaria de R$ 4,50 para R$ 5,25. Foto: Divulgação/CMBH

O Projeto de Resolução que sustava o aumento da tarifa de ônibus em Belo Horizonte, feito no final do ano passado, foi retirado de tramitação na tarde desta segunda-feira (18). A mudança no texto partiu de um racha interno do grupo de aliados do presidente da Câmara, Gabriel Azevedo (MDB), que lidera as discussões sobre o preço das passagens na Casa.

A mudança na tramitação do projeto ocorreu por pressão de parte do grupo ligada ao transporte suplementar: os permissionários querem tratamento diferenciado, e que o corte de tarifa atinja somente o transporte convencional. O recuo deixou a bancada de esquerda da Câmara irritada – o grupo, embora tenha embarcado junto patrocinando o projeto, não foi avisado previamente sobre a retirada de tramitação.

Dos autores do texto original, não assinaram a retirada da tramitação: Cida Falabella (PSOL), Iza Lourença (PSOL), Pedro Patrus (PT), Bruno Pedralva (PT), Loíde Gonçalves (Podemos) e Ramon Bibiano (PSD).

Em dezembro, a PBH anunciou que a passagem passaria de R$ 4,50 para R$ 5,25. Na mesma semana da portaria, vereadores da Câmara iniciaram uma mobilização para apresentar o projeto de resolução.

Leia também:

Moraes autoriza visita de Cleitinho a ex-diretor da PRF preso

A difícil articulação para Álvaro Damião ser o vice de Fuad

Futebol e Política, juntos, podem fazer um mundo melhor

Veja os Stories em @OFatorOficial. Acesse