Câmara vai debater risco de ruptura de barragem de urânio em MG

Autoridades e especialistas debaterão condições de segurança e providências para prevenir acidente ambiental
Barragem de Urânio localizada em Caldas, no interior de Minas Gerais
Reservatório se encontra em nível 1 de emergência. (Foto: Camila Forlin / Divulgação INB)

A Câmara dos Deputados realizará, nesta terça-feira (11), uma audiência pública para discutir as condições de segurança e as medidas adotadas para prevenir o risco de ruptura das barragens de rejeitos de mineração que integram a antiga mina de urânio desativada, localizada no município de Caldas, em Minas Gerais.

A convocação da audiência foi motivada por preocupações quanto à situação crítica da barragem radioativa, que abriga cerca de 12,5 mil toneladas de resíduos de urânio, tório e rádio. Segundo informações do jornal Estado de Minas, a estrutura foi enquadrada no nível 1 de emergência, indicando um risco alto de ruptura iminente.

Um eventual rompimento dessa barragem poderia provocar um efeito cascata, atingindo rios e cursos d’água que cortam a região, causando danos ambientais irreversíveis nas cidades de Caldas e Poços de Caldas.

Convidados e documentos solicitados

Para o debate, foram convidados representantes de órgãos como o Ministério de Minas e Energia, o Ministério do Meio Ambiente, a Agência Nacional de Mineração (ANM), as Indústrias Nucleares do Brasil (INB), o IBAMA e a Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN).

O deputado Ulisses Guimarães (MDB-MG), que requereu a audiência, solicitou a apresentação de documentos cruciais, como relatórios de fiscalização e segurança atuais, planos de ação de emergência, comprovação do cumprimento das exigências da ANM pela INB, a classificação atual das barragens quanto ao risco e ao dano potencial, além de garantias financeiras para reparação de eventuais danos.

Leia também:

Fávaro vai à Câmara explicar fiasco no leilão de arroz

Cassinos voltam à mesa da CCJ do Senado

Justiça suspende atividades de mineradora na Serra do Curral em Belo Horizonte

Veja os Stories em @OFatorOficial. Acesse