Ex-ministro de Bolsonaro é cotado para assumir vice-presidência da Cemig

Marcos Montes articula com o governo Zema a indicação ao cargo, mas não há martelo batido
Marcos Montes atuou como ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento durante o governo Bolsonaro. Foto: Divulgação/Mapa
Marcos Montes atuou como ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento durante o governo Bolsonaro. Foto: Divulgação/Mapa

O ex-ministro Marcos Montes é cotado para assumir uma vice-presidência da Cemig. O Fator soube que as articulações para a indicação de Montes à estatal mineira estão em curso há algumas semanas e sua nomeação pode, em breve, ser confirmada.

As atribuições que Montes teria enquanto vice da Cemig ainda não são certas. Há possibilidade de que uma nova VP, focada em Relações Institucionais, possa ser criada para receber o ex-ministro, que, neste cenário, atuaria focado na relação da estatal com o mundo político e instituições.

Apesar das conversas em andamento, ainda não há martelo batido pela nomeação de Marcos Montes na estatal.

Ex-deputado federal e ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento durante o governo Bolsonaro, Marcos Montes é filiado ao PSD e chegou a ser cotado para se candidatar à Prefeitura de Uberaba, cargo que já ocupou entre 1997 e 2004.

Leia também:

Conselho de Direitos Humanos aciona MPMG por causa de desenho religioso exibido pela Rede Minas

A nova reunião entre Gabriel Azevedo e o presidente do PSDB de Minas

Campanha de Fuad avança para ter Álvaro Damião como vice

Acompanhe O Fator no Instagram

Veja os Stories em @OFatorOficial. Acesse