Ex-deputado do Novo vai deixar cargo no governo Zema

Ainda não é certo qual será o destino de Guilherme da Cunha
Durante o mandato como deputado, entre 2019 e 2022, ele também não ficou conhecido por manter boa relação com os colegas
Durante o mandato como deputado, entre 2019 e 2022, ele também não ficou conhecido por manter boa relação com os colegas. Foto: ALMG/divulgação

O ex-deputado estadual Guilherme da Cunha (Novo) vai deixar o cargo de secretário-executivo da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico nas próximas semanas.

Da Cunha atua na secretaria desde abril do ano passado, quando o cargo de secretário-executivo foi criado especificamente para abrigar o ex-deputado. A pasta é a única no governo de Minas que possui essa posição. Na secretaria, ele esteve a frente de projetos envolvendo temas de liberdade econômica e inovação, sendo inclusive o responsável por mudanças na condução da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig).

Pelo que O Fator apurou, o governo deve bater martelo na mudança de cargo do ex-deputado nas próximas semanas. Guilherme da Cunha foi cotado para assumir um posto em alguma estatal, como a Codemge, mas não é certo se a ida para uma empresa pública vingou internamente no governo.

A propósito, a atuação do ex-deputado dentro do governo de Minas gerou controvérsias ao longo do último ano. Da Cunha reclamava junto à alta cúpula do Estado sobre sua função na pasta, que não carregava grandes responsabilidades.

Durante o mandato como deputado, entre 2019 e 2022, ele também não ficou conhecido por manter boa relação com os colegas.

Leia também:

MDB presta solidariedade a deputado mineiro condenado por corrupção e confia em reversão de sentença

Fávaro vai à Câmara explicar fiasco no leilão de arroz

Cassinos voltam à mesa da CCJ do Senado

Veja os Stories em @OFatorOficial. Acesse