Principal suspeito de ameaçar deputadas mineiras é preso em Pernambuco

Lohanna (PV), Beatriz Cerqueira (PT) e Bella Gonçalves (PSOL) recebem escolta da PM
Operação que culminou na prisão do principal suspeito de ameaçar deputadas mineiras
Mandados foram cumpridos pelo MPMG e a Polícia Civil. (Foto: MPMG/Divulgação)

Foi preso na manhã desta terça-feira o principal suspeito de ameaçar três deputadas da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG). A prisão foi realizada em Olinda, no estado de Pernambuco, após um trabalho intenso do Ministério Público (MP) e polícias Civil e Militar. O homem, natural do estado, será transferido ainda hoje para Minas Gerais.

A prisão é parte da terceira fase da operação “Di@na”, desencadeada pelo Grupo de Atuação Especial de Combate aos Crimes Cibernéticos (Gaeciber) e outros órgãos.

Investigação

A investigação começou em agosto do ano passado. As autoridades descobriram que as ameaças foram planejadas e executadas em grupos na internet. Além das ameaças, os integrantes incitavam violência, pedofilia e necrofilia através de postagens de estupros, assassinatos e mutilações e com grande conteúdo de abuso e exploração sexual infantil.

Após a análise, um dos integrantes deste grupo foi identificado como responsável pelos crimes praticados contra as deputadas Lohanna (PV), Beatriz Cerqueira (PT) e Bella Gonçalves (PSOL). As parlamentares receberam ameaças de morte em seus e-mails institucionais. Desde o ano passado, elas são protegidas com escolta militar 24 horas.

O governador de Minas, Romeu Zema (Novo), comentou a prisão: “Não há espaço para impunidade em Minas Gerais. Agradeço à Polícia Civil e Polícia Militar que, em conjunto com o Ministério Público, trabalharam incansavelmente para identificação do suspeito (…)”, disse.

Leia também:

STF vira palco de nova batalha judicial sobre ações de prefeituras contra mineradoras no exterior

A queda de braço entre o PT e o PRD pelo apoio do Republicanos em Contagem

Pontapé inicial do novo PTB em Minas tem Saraiva Felipe, Apolo Heringer e ex-deputados

Veja os Stories em @OFatorOficial. Acesse