BH terá manifestação contra o PL do aborto nesta sexta-feira (14)

Proposta, que teve o regime de urgência aprovado nesta semana, é criticada por movimentos sociais
Manifestantes protestam contra o PL do aborto
Projeto será alvo de manifestação em BH nesta sexta (14). Foto: Paulo Pinto/Agencia Brasil

Movimentos contrários ao projeto de lei (PL) que equipara o aborto de gestações acima de 22 semanas ao crime de homicídio preparam uma manifestação para esta sexta-feira (14), na Praça Sete, no Centro de Belo Horizonte.

O ato na capital mineira está previsto para começar às 17h. O protesto é organizado pela  Frente Mineira de Legalização do Aborto e pelo movimento responsável pelo 8 de Março Unificado.

O PL do aborto teve o regime de urgência aprovado pela Câmara dos Deputados na quarta-feira (12). O mecanismo acelera a tramitação do texto, permitindo que a votação da proposta aconteça diretamente no plenário.

“Essa lei só fomenta o abuso sexual contra nossas crianças, e depois a criminalização, isso é um escárnio. O direito ao abordo em caso de estupro já é garantido por lei. A Câmara dos Deputados não irá tirar em nenhum direito das mulheres”, disse a jornalista Yany Mabel, uma das organizadoras da manifestação em BH.

O projeto foi apresentado pelo deputado federal Sóstenes Cavalcante (PL-RJ) e tem o endosso de 32 outros parlamentares. O requerimento de urgência foi apresentado por Eli Borges (PL-TO). 

“Basta buscar a Organização Mundial da Saúde (OMS). (O aborto a partir das 22° semana) é assassinato de criança literalmente, porque esse feto está em plenas condições de viver fora do útero da mãe”, afirmou, ao defender a proposta.

Leia também:

Desembargador mantém competência de Belo Horizonte em recuperação judicial do Grupo Coteminas

Apologia a atos terroristas pode render multa de até R$ 20 mil em BH

Filho de Célio de Castro desiste de disputar vaga na Câmara de BH

Veja os Stories em @OFatorOficial. Acesse