Após boato, Cemig avisa: “presidente não sairá”

Almoço do presidente da empresa com Zema causou alvoroço, e bastidores especulavam saída
Sem mudança na presidência da empresa
Sem mudança na presidência da empresa / Foto: Google Images

A Cemig comunicou ao mercado, por meio da publicação de Fato Relevante, que não há expectativa da saída do presidente da empresa, Reynaldo Passanezi Filho. Ao longo desta terça-feira (16), por conta de um almoço de Reynaldo com o governador Zema, houve certa agitação e boatos de que uma mudança poderia ocorrer. A nota da Cemig pontua, ainda, que o presidente da estatal não tem interesse em renunciar ao cargo.

“O Presidente continua conduzindo o processo de transformação da Cemig através de uma gestão sustentável, que tem como foco a melhoria da qualidades dos serviços prestados e a satisfação com seus clientes, com geração de valor e atendimento aos interesses de seus stakeholders. A Cemig aproveita a oportunidade para reiterar seu compromisso com a transparência e com as melhores práticas de divulgação ao mercado”, conclui a nota, assinada pelo Vice-presidente de Finanças e Relações com Investidores, Leonardo George de Magalhães.

O FATOR apurou que o almoço de Passanezi com o governador foi para tratar sobre a gestão da empresa e seu futuro, em meio às conversas com a União sobre federalização. O presidente da Copasa, Guilherme Duarte, também participou do encontro.

Ao longo do dia, uma agência especializada no mercado de infraestrutura chegou a publicar a possibilidade de mudança no comando da estatal. De fato, em BH, o assunto tomou conta do debate e assustou quem acompanha de perto a empresa, mas nada indicava, até segunda-feira à noite, a troca de comando da estatal.

Leia também:

MP denuncia prefeito acusado de beneficiar empresa em contratos de R$ 43 milhões

Federação PT-PV-PCdoB adia prazo para tomar decisão sobre candidaturas em grandes cidades

Movimentos sociais vão entregar a vereadores PL por tarifa zero nos ônibus em BH

Veja os Stories em @OFatorOficial. Acesse