Ministros de Lula “dão o furo” de reportagem em si mesmos

Cada vez mais líderes de pastas anunciam que vão trabalhar antes de trabalhar
Silvio Costa Filho, Alexandre Silveira, André Fufuca
Os ministros Costa Filho, Silveira, e Fufuca: antecipando como jornalistas. Montagem/O Fator sobre fotos de José Cruz, Joédson Alves e Valter Campanato/Agência Brasil

Cada vez mais ministros do governo Lula têm adotado o hábito de dar um furo de reportagem em si próprios – ou seja, anunciar que vão trabalhar antes de entregarem o trabalho.

Em 26 de fevereiro, em entrevista à Exame, Silvio Costa Filho anunciou que o governo iria anunciar (ou seja, fez o anúncio do anúncio) um investimento de R$ 2 bilhões no aeroporto de Congonhas. No mês seguinte, exatamente como combinado, o ministro fez o anúncio de novo.

Na manhã de 1º de abril, Alexandre Silveira disse à GloboNews, com ênfase no tempo verbal, que “tô determinando à Aneel a abertura de um processo disciplinar” contra a Enel pelos blecautes em São Paulo. A agenda pública do ministro comprova que a entrevista foi seu primeiro compromisso do dia, às 8h; e somente às 10h iria começar a reunião com os diretores da Aneel na qual Silveira de fato tomaria essa medida.

André Fufuca disse à ESPN na quinta passada (9) que iria pedir à CBF a suspensão de todos os jogos do Brasileirão por causa das enchentes no Rio Grande do Sul. O ofício do Ministério do Esporte, que é público, mostra que Fufuca só assinou o documento às 12h48 do dia seguinte.

Leia também:

Moraes autoriza visita de Cleitinho a ex-diretor da PRF preso

A difícil articulação para Álvaro Damião ser o vice de Fuad

Futebol e Política, juntos, podem fazer um mundo melhor

Veja os Stories em @OFatorOficial. Acesse