A busca de Fuad por tempo de rádio e TV na disputa pela Prefeitura de BH

Pré-candidato à reeleição diz estar satisfeito com alianças já firmadas por causa dos minutos de exposição que vai ganhar a reboqu
Fuad Noman concede entrevista coletiva
Tempo de TV é parte importante da estratégia eleitoral de Fuad em BH. Foto: Rodrigo Clemente/PBH

Interlocutores próximos ao prefeito de Belo Horizonte, Fuad Noman (PSD), projetam que ele terá direito a cerca de quatro dos 10 minutos de cada uma das janelas de tempo de rádio e televisão destinadas às campanhas eleitorais. Fuad tem falado recorrentemente sobre a importância de conseguir a maior fatia possível dos minutos de propaganda.

A projeção sobre os quatro minutos de Fuad leva em conta os partidos que acertaram o apoio à reeleição do prefeito. Além do PSD, a coalizão tem, neste momento, o União Brasil, o Solidariedade e o PRD — fruto da incorporação do extinto PTB ao Patriota.

Fuad admite que ainda precisa ampliar a taxa de conhecimento perante os eleitores. O tempo de TV serve, justamente, para garantir mais cartaz a ele.

“Estou muito satisfeito com os partidos que estão com a gente, porque temos, com isso, um bom tempo de televisão, que é o nosso grande objetivo”, disse o prefeito, durante entrevista à “Folha de S. Paulo” e ao “UOL” nessa quinta-feira (13).

A equação que calcula o tempo de televisão dado a cada um dos candidatos deve ser levada em conta por Fuad, inclusive na formação da chapa. O União Brasil, que terá o direito de indicar o postulante a vice, tem sido cobiçado por outros partidos em todo o país por causa, exatamente, do tamanho da fatia de exibição a que tem direito.

“Dizem os políticos mais antigos que o vice tem de ter uma dessas três coisas: dinheiro, voto ou tempo de televisão. Como o União Brasil tem tempo de televisão, estou muito satisfeito com o vice que eles indicarem”, apontou o prefeito, que já havia citado a passagem atribuída a políticos de outros tempos na semana passada, durante café da manhã com jornalistas.

Dois programas de TV por dia

Os candidatos a prefeito de partidos com direito ao tempo de TV terão seus programas exibidos em duas janelas diárias. As emissoras televisivas vão exibir as peças de segunda a sábado, das 13h às 13h10 e das 20h30 às 20h40. Nas estações radiofônicas, os materiais serão veiculados das 7h às 7h10 e das 12h às 12h10.

Os primeiros programas serão exibidos em 30 de agosto. O tempo de rádio e TV vai vigorar até 3 de outubro, dois dias antes do primeiro turno.

Além das duas janelas diárias de veiculação das peças, as emissoras terão de distribuir inserções individuais dos candidatos ao longo de suas grades de programação.

Leia também:

Psol aciona Justiça por suspensão da lei que criou ‘censo do aborto’ em BH

MP denuncia famílias que adotaram homeschooling em cidade mineira

Justiça vê irregularidade em nomeação no interior de Minas e cita deputado em sentença

Acompanhe O Fator no Instagram

Veja os Stories em @OFatorOficial. Acesse