Pré-candidata à Prefeitura de Capinópolis se filia ao PT

Carol Bernardeli provocou polêmica ao conseguir liberação de recursos para municípios sem exercer função política
Carol Bernardeli ao lado do ministro Alexandre Padilha e do deputado federal Reginaldo Lopes
Carol Bernardeli é próxima do ministro das relações institucionais do governo Lula, Alexandre Padilha. (Foto: Divulgação)

Pré-candidata às eleições municipais de Capinópolis, na Região do Triângulo Mineiro, Carol Bernardeli está mudando de legenda. Ela deixará o Partido Verde (PV) para se filiar ao Partido dos Trabalhadores (PT).

Interlocutores da campanha de Carol afirmam que a transferência para o PT é estratégica e lhe dará mais força na candidatura.

Recentemente, Carol Bernardeli se envolveu em uma polêmica na cidade. Ao fazer uma solicitação ao Governo Federal, sem nenhum cargo em exercício, a agora pré-candidata entrou com uma queda de braço com o atual prefeito, Cleidimar Zanotto (PSB), sobre quem era o autor do requerimento.

Após longas discussões e postagens em redes sociais, descobriu-se que o recurso foi liberado com of ofício de Carol Bernardeli por intermédio de Gilmar Machado, assessor especial de assuntos parlamentares da Secretaria de Relações Institucionais (SRI).

Leia também:

A difícil articulação para Álvaro Damião ser o vice de Fuad

Futebol e Política, juntos, podem fazer um mundo melhor

Quero um amor; um amor maior que eu

Veja os Stories em @OFatorOficial. Acesse