Comissão de Meio Ambiente da Câmara completa 90 dias sem votar nada

Colegiado demorou mais de 80 dias para eleger presidente e não fez outras reuniões
Deputado Rafael Prudente na Comissão de Meio Ambiente
Rafael Prudente, presidente da CMA: agenda vazia. Foto: Vinicius Loures/Câmara dos Deputados

A Comissão de Meio Ambiente da Câmara completou nesta sexta (3) um total de 92 dias sem votar nada desde o começo do ano legislativo, em 1º de fevereiro.

Neste ano, a comissão se reuniu uma única vez. Na semana passada, elegeu Rafael Prudente (MDB-DF) como presidente, após meses de indefinição por parte do MDB, a quem coube indicar o presidente neste ano.

No site da Câmara, já é possível ver a agenda de várias comissões para a semana que vem. Por exemplo, a Comissão de Saúde realiza na terça (7) audiência sobre “fim da exigência de bulas impressas nos medicamentos”. E a Comissão de Minas e Energia discute na quarta (8) “exploração de petróleo na região da Margem Equatorial Brasileira”, com participação confirmada do presidente do Ibama, Rodrigo Agostinho.

Apesar da óbvia repercussão ambiental, a sessão não é conjunta, mas exclusiva da Comissão de Minas e Energia. O calendário da Comissão de Meio Ambiente está vazio.

No dia de sua eleição, Prudente disse que “temos um ano atípico, que é um ano de eleição [municipal], mas podem contar com o meu total apoio e dedicação, até porque sou do Distrito Federal e neste ano não temos eleição aqui”.

Leia também:

Ex-deputado Narcio Rodrigues vira réu por suposto desvio em convênio em MG

A viagem de José Dirceu a Belo Horizonte

MPF vai investigar invasões e ameaças contra indígenas Pataxó em MG

Veja os Stories em @OFatorOficial. Acesse